Estudos Bíblicos - O Preço Do Pecado Sexual

Por Claudionor - 27 de janeiro de 2014 2 Comentários
"Certa vez, Diná, a filha que Lia dera a Jacó, saiu para conhecer as mulheres daquela terra. Siquém, filho de Hamor, o heveu, governador daquela região, viu-a, agarrou-a e violentou-a. Mas o seu coração foi atraído por Diná, filha de Jacó, e ele amou a moça e falou-lhe com ternura. Por isso Siquém foi dizer a seu pai Hamor: "Consiga-me aquela moça para que seja minha mulher". Quando Jacó soube que sua filha Diná tinha sido desonrada, seus filhos estavam no campo, com os rebanhos; por isso esperou calado, até que regressassem. Então Hamor, pai de Siquém, foi conversar com Jacó. Quando os filhos de Jacó voltaram do campo e souberam de tudo, ficaram profundamente entristecidos e irados, porque Siquém tinha cometido um ato vergonhoso em Israel, ao deitar-se com a filha de Jacó — coisa que não se faz.Gênesis 34:1-7

A questão da sexualidade, em séculos passados, já foi vista como um tabu inquestionável e cada deslise nessa área poderia causar até a morte do ser envolvido. Contudo, após a passagem dos tempos, a mesma sexualidade tão reprimida veio atona de forma protuberante ainda na segunda metade do século XX onde as mulheres, na visão não cristã, poderiam manter relações sexuais sem preocupar-se com o conceito social.

Apesar de tantos 'avanços', a palavra de Deus é clara quando nos fala a respeito do sexo e de seus perigos quando praticado fora do enlance matrimonial e desde os patriarcas até hoje as resoluções expressas na bíblia são válidas e muito atuais.

A situação vivida por Diná, filha de Jacó, nos mostra que um pecado sexual pode destruir toda uma sociedade. Todo pecado sexual tem consequências que podem afetar todas as áreas da vida. Siquém se sentiu atraído por Dina, mas, ao invés de controlar seus impulsos, ele a estuprou, cometendo um pecado e um crime terrível.

No verso 7 a expressão 'coisa que não se faz' é uma expressão hebraica muito forte. Ela é usada para um pecado que ofende a família ou a comunidade inteira e aparece por diversas vezes no Antigo Testamento. Embora um encontro que acabe em estupro ou outras formas de abuso sejam consideradas crimes em nossa sociedade liberal e 'evoluída', no Antigo Testamento um estuprador era punido com a morte.

O pecado de Siquém teve consequências de longo alcance (para saber mais leia o capítulo 34 de gênesis na íntegra), como todo pecado sexual tem. A sociedade toda foi atingida. Ele causou uma enorme confusão emocional, um caos social e levou ao assassinato de todos os homens da cidade. Vale ressaltar que todos esses assassinos eram irmãos de Dina revoltados com o tratamento leviano dado a sua irmã.

O que essa história bíblica pode nos dar de lição hoje? Ela mostra que todo pecado sexual tem consequências diretas sobre quem os pratica. A única opção de sexo seguro é dentro do matrimônio.

Reflita a respeito e guarde-se.

Graça e paz!

Livres DT, o seu canal de notícias do Diante do Trono e do Mundo Cristão.

Livres DT - Por Claudionor Filho
(livresdt@yahoo.com.br)

2 comentários to ''Estudos Bíblicos - O Preço Do Pecado Sexual"

COMENTAR
  1. todo erro e pecado e todo pecado gera consequencia

    ResponderExcluir
  2. então porque não mataram davi

    ResponderExcluir