Grandes coisas aconteceram naquele lugar!

Por César Costa da Silva - 17 de fevereiro de 2010 8 Comentários
A Paz do Senhor,

Como alguns de vocês sabem, toda vez que participo de um retiro, quando volto, compartilho como foi e conto também algumas experiências que aconteceram comigo enquanto eu estava me retirando para buscar mais de Deus. Vou tentar ser breve, não sei se vou conseguir, pois tenho muito o que contar.

Pois bem, para dizer a verdade, eu estava até sem vontade de ir para o retiro, pois eu pensava: "O que eu vou fazer lá? Onde muitas pessoas eu não conheço, outras conheço, mas não tenho como me comunicar, e algumas eu até tenho como me comunicar, porém não faço." Eu até chamei Rhadamés, um amigo meu, pois ele já tinha participado nos anos anteriores, mas ele disse que não podia ir e que talvez apareceria por lá. Então fui com minha irmã, Claudiane, mais conhecida como Cacau, porque foi ela que tinha me chamado para ir.

Chegando no Executivo encontrei algumas pessoas. Conversei mais com Milton porque eu já tinha falado antes com ele que como não vão muitas pessoas da minha convivência, ele seria com quem eu iria conversar. Todos os irmãos da Betel me trataram muito bem. Na mesma noite houve um momento de louvor que mexeu muito comigo e Deus me mostrou que era naquele lugar que eu deveria estar, naquele retiro, buscando mais d'Ele e conhecendo mais da minha família em Cristo Jesus. O tema para este retiro foi: Grandes coisas vão acontecer neste lugar.

No outro dia, domingo, houve um culto pela manhã, onde escutamos um testemunho muito abençoado de Jonas, que foi uma pessoa salva por causa de um desses retiros e após o culto fomos dividir as equipes para a Gincana que se estenderia até o fim do retiro. Neste momento me disseram que Rhadamés tinha chegado e eu pensei que só era para aquele dia, mas não, ele ficaria até o fim.

Depois disso, separamos as equipes e tínhamos que escolher o nome para o grupo, grito de guerra e responder uma lista de trinta perguntas bíblicas em dois dias. Respondemos algumas e no fim da tarde aconteceu a primeira parte da Gincana. O nome do nosso grupo foi: Matanóia, que significa, mente transformada. À noite aconteceu outro culto e lá glorificamos o nome de Deus e ouvimos o testemunho do Professor Júlio, diretor do Colégio Executivo e agora meu irmão em Cristo. De madrugada fizemos um momento de oração até 3:30 da manha e depois fomos dormir

Na segunda-feira, tomamos café e fomos ao culto. Neste culto foi a vez de Milton dar seu testemunho de como tinha conhecido o amor de Jesus em um desses retiros. Ele havia pedido a Deus uma pessoa na vida dele e em 2008 essa pessoa chegou. Foi Rayanne, hoje sua namorada. Ela e Andrielly ficavam chamando ele para o retiro, mas como nessa época ele não era crente não gostou muito da idéia e disse não sem nem pensar duas vezes. Elas foram insistindo e acabou que ele indo. Deus já estava trabalhando no coração dele e em uma das vigílias que aconteceram, a pessoa que estava dirigindo chamou à frente quem queria aceitar a Jesus. Rayanne olhou para Milton e disse que se ele quisesse ela o levaria até à frente, mas ele disse que não queria. Foi aí que a ministra chamou o nome dele e disse várias coisas que mexeram com ele, que caiu em lágrimas, e depois disso ele foi à frente, aceitou a Jesus e grandes coisas já aconteceram na vida dele. À tarde  nosso grupo respondeu o resto das questões que faltavam, ganhamos a Gincana e fomos tomar banho de piscina.

À noite, o culto realizado teve por tema, Missões. Lá aconteceu a apresentação de uma pantomima, da música "Quem sou eu?", de PG e assistimos a um vídeo sobre a Índia. Milton não estava se sentindo muito bem por causa do esforço que ele fez na piscina de tarde, então, ele foi para o quarto. Quando acabou o culto fui no quarto para saber como ele estava. Quando cheguei lá não o encontrei, procurei pelo colégio todo e depois perguntei a Moisés, se ele sabia onde Milton estava e ele me disse que levaram ele para casa, isso me aliviou pelo fato de saber onde ele estava e me preocupou um pouco por pensar que ele tinha piorado. Eu, Rhadamés e Celso Jr. oramos por ele enquanto estávamos em uma mesa, depois de termos telefonado para ele. Depois mandei uma mensagem de conforto pra ele. De madrugada aconteceu outro momento de oração e novamente oramos por Milton e por tantos outros motivos.

Na manhã seguinte, aconteceu o último culto, mas estava tanto calor e como eu não tinha comido direito no café da manhã passei mal, senti tonteiras e fui para o quarto, tomei remédio e liguei para Rhadamés, que estava no culto, dizendo que se alguém perguntasse por mim eu estava no quarto e expliquei a ele o motivo. No mesmo instante ele foi até o quarto, perguntou como eu estava, se ajoelhou e orou por mim. E eu pude ver que um verdadeiro amigo não é aquele que está apenas nos momentos felizes da sua vida, mas também nos momentos tristes, quando você precisa de alguém para lhe ajudar e lhe fortalecer. A Bíblia diz: "Em todo o tempo ama o amigo e na angústia se faz o irmão". Provérbios 17:17. Este é um dos motivos pelos quais eu o chamo de 'Brother'. Depois disso eu agradeci e pedi para ele voltar pro culto, porque ele já tinha me ajudado muito só no ato de orar por mim. Esperei ele sair e agradeci a Deus por ter ele como amigo, como eu já fiz em outros momentos. Fiquei no quarto e dava para escutar o louvor e algumas partes da pregação que estava acontecendo na quadra.

Na hora do almoço, Milton voltou para pegar a bagagem que ele tinha levado, falei com ele, e ele agradeceu a mensagem. E eu tive certeza do cumprimento da Palavra de Deus, pois está escrito: "... aquilo que o homem semear, isso também ceifará". Gálatas 6:7. Quando Milton estava mal, eu orei por ele, mandei uma mensagem, e quando eu estava doente, Rhadamés me ajudou e orou por mim. Por isso, eu deixo isto para todos vocês. Façam o melhor que puderem pelas pessoas, amem elas como vocês se amam. Porque tudo o que fizermos, mais cedo ou mais tarde, iremos receber. Após o almoço arrumamos nossas coisas, nossos irmãos de outras cidades que participaram do retiro foram embora e ficamos no colégio jogando na quadra até 19:00.

Chegando ao fim desta mensagem, agradeço a todos que foram para o retiro, agradeço aos organizaram e agradeço a Deus porque Ele o planejou muito antes e sabia de tudo o que iria acontecer.

Com um abraço a todos os meus irmão em Cristo Jesus,

César Costa

8 comentários to ''Grandes coisas aconteceram naquele lugar!"

COMENTAR
  1. grandes coisas fez o senhor naquele lugar!

    ResponderExcluir
  2. E continuará fazendo em nome de Jesus!

    ResponderExcluir
  3. Belas palavras e eu agradeço por tudo, la realmente pude ti conhecer melhor XD

    ResponderExcluir
  4. Foi Verdade, grandes coisas o Senhor fez e continuará fazendo por seu povo, foi uma benção o retiro...

    ResponderExcluir
  5. ai cesar, vlw boy, saber q experiencias tao lindas aconteceram com vc isso me alegra...
    te ver crecer no senhor é motivo de muita alegria e sempre keira mais e mais...
    fika na paz. ISAQUE.

    ResponderExcluir
  6. Milton, que nós possamos estar cada vez mais entrosados. Brigado!
    Moisés, que Deus continue lhe abençoando.
    Isaque, também fico contente em te ver crescer no Senhor.

    ResponderExcluir
  7. Só tenho a agradecer a meu Deus pelas maravilhas realizadas la no retiro...

    ResponderExcluir
  8. Aleluia!!!!!!!!!
    GRANDES COISAS FEZ O SENHOR POR NÓS, POR ISSO ESTAMOS ALEGRES!!!!!!!!
    Grandes coisas FAZ o Senhor, e nesse retiro não foi diferente.
    Deus tratou muito o meu coração. E olhe que eu nem ia. Mas Deus me chamou e eu não resisti.
    Glória a Deus!!!!!!!!

    ResponderExcluir