‘O mundo assiste cristãos morrerem como animais’, diz líder na Nigéria

Por César Costa da Silva - 28 de janeiro de 2015 2 Comentários
- Por César Costa -

O presidente da Convenção Batista da Nigéria (NBC) diz, se referindo aos cristãos: “O meu povo está sendo morto como animais e todo o mundo está apenas assistindo”. E faz um apelo para que haja intervenção internacional urgente para parar a violência do grupo radical islâmico Boko Haram, que aterrorizam o norte e o leste do país.

Em uma entrevista para Baptist World Alliance (Aliança Batista Mundial), o reverendo Samson Ayohunle expressou “consternação” com a atitude da comunidade internacional ante a face da tamanha destruição e desumanidade cometida contra o povo nigeriano, mais especificamente aos cristãos no país.

A mesma seriedade com que se está intervindo contra os ataques do ISIS (Estado Islâmico) na Síria e no Iraque, ou com os problemas causados pelo Taliban no Afeganistão, não está sendo demostrado no caso da Nigéria”, disse Samson.

Ele acusou a comunidade mundial de desvalorizar as vidas dos nigerianos. “Isso não importa ao resto do mundo, se Boko Haram continua a matar centenas de pessoas todas as semanas? São essas pessoas menos humanas do que aqueles que estão sendo mortos em outro lugar onde eles passaram a intervir diretamente? O meu povo está sendo morto como animal e todo o mundo está apenas assistindo”.

Na ocasião, Samson estava respondendo ao mais recente surto de ataques de Boko Haram, grupo jihadista que busca estabelecer a lei islâmica na Nigéria.

O Boko Haram realizou o massacre em Baga, estado nigeriano do nordeste de Borno, no início de janeiro deste ano, fazendo com que um número desconhecido de mortos, embora estimativas variam de dezenas a mais de dois mil. Em abril de 2013, mais de 185 pessoas foram mortas e mais de duas mil casas em Baga foram destruídas como resultado de combates entre as forças armadas nigerianas e o Boko Haram.

Cristão perseguidos mortos e expostos pela cidade

Até 2014, o grupo matou mais de cinco mil civis em ataques que ocorrem principalmente no nordeste, centro norte e centro da Nigéria. Desde 2009, o Boko Haram raptou mais de 500 pessoas, incluindo o sequestro de 276 estudantes de Chibok em abril de 2014. Estima-se que 1,5 milhão fugiram de suas casas por causa de ameaças e ataques.

A situação é patética”, declarou Ayokunle. “As principais metas em todos estes ataques são, primeiro, os cristãos e qualquer outra pessoa que se oponha a eles. Qualquer cidade que eles entrem, depois de matar os cristãos, eles derrubam todas as igrejas não poupando as mesquitas. Grandes cidades cristãs, tais como Gwoza e Mubi entre outros caíram por eles, bem como cristãos em cidades como Michika e Baga”.

O líder batista nigeriano disse que “a igreja está sob o cerco de severa perseguição”. “Nenhuma igreja cristã está mais de pé em Mubi, onde mais de dois mil batistas fugiram da cidade através dos Camarões, quando a cidade foi atacada pelo Boko Haram”.

Estes cristãos batistas, disse ele, voltaram para a Nigéria através de uma outra cidade chamada Yola, no Estado de Adamawa, mas nunca para suas casas. “Eles estão sem casas e agora estão vivendo em campos de refugiados correndo atrás de comida, sem alojamento decente e nus”.

Samson disse que edifícios batistas, incluindo os gabinetes das secretarias de Fellowship Baptist Conferência da NBC, foram queimados em Mubi, e a casa do presidente da conferência foi vandalizada. O presidente da conferência e pastores batistas fugiram para a cidade de Jos, no estado Plateau, outra região que tem sido atacado por Boko Haram. “Nosso Colégio Batista, em Mubi foi fechada enquanto uma escola em outra cidade vizinha, Gombi, foi indefinidamente paralisada”.

Ele agradeceu o apoio da oração dos batistas e outros cristãos, e solicitou ajuda financeira para socorrer aqueles que foram deslocadas pelos ataques terroristas. “Continue a se juntar a nós em oração para que as portas do inferno não prevaleçam contra a Igreja de Cristo na Nigéria”.

Fonte: CPAD News

DEIXE SUA OPINIÃO NOS COMENTÁRIOS ABAIXO

Livres DT - O seu canal de notícias do Diante do Trono e do Mundo Cristão
livresdt@yahoo.com.br

2 comentários to ''‘O mundo assiste cristãos morrerem como animais’, diz líder na Nigéria"

COMENTAR
  1. Temos que guerrear! O diabo não brinca de ser diabo não. Estamos vivendo tempos aterrorizantes no mundo, vamos deixar de orgulho e nos unirmos contra essas perseguições. Lembrem-se que no Brasil está começando..

    ResponderExcluir
  2. Olá! A paz do Senhor "para nossos irmãos das igrejas perseguidas". Tenho acompanhado há muitos anos o trabalho q a Organização Portas Abertas desenvolve há 60 anos ao redor do mundo, e posso dizer com toda segurança que, a igreja "livre" não tem a mínima noção do que nossos irmãos passam somente por confessar sua fé em Cristo. Mas penso ser essencial o papel de igrejas como a de vcs, Batista da Lagoinha, pelo peso q há na palavra de tds nos ministério q vcs possuem, em mostrar às igrejas q temos o dever de nos envolver nessa luta, quer seja contribuindo, orando ou até mesmo indo à esses países para apoiar aqueles q tanto sofrem. Não posso ir, infelizmente, mas tenho contribuído (menos q eu gostaria) e orado muito. Deixem q Deus use poderosamente a cada um de vcs e tragam a responsabilidade às igrejas de qual é o verdadeiro papel de ser cristão. Abraços em Cristo!

    ResponderExcluir