Cristãos são obrigados a deixar a maior cidade cristã do Iraque

Por César Costa da Silva - 9 de agosto de 2014 Nenhum comentário
Nessa quinta-feira (7), militantes do grupo extremista sunita Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL), os jihadistas, conquistaram mais territórios no norte do Iraque. Eles invadiram cidades e ampliaram sua posição próxima à região curda.

Com o avanço, os militantes obrigaram milhares de moradores de Qaraqosh, maior cidade cristã no Iraque, a deixar o local. Temendo as ameaças dos jihadistas: ter que deixar a cidade, converter-se ao islã ou ser executado, as quais já foram feitas em outras regiões invadidas, os residentes fugiram de Qaraqosh. A maioria xiita do Iraque e minorias, como cristãos e yazidis, são vistos como infiéis pelo EIIL, o qual é considerado ainda mais extremista do que a Al Qaeda.

Por meio de um comunicado no Twitter, o grupo militante informou que havia conquistado quinze cidades, uma represa no rio Tigre e uma base militar. No entanto, autoridades curdas declararam que o EIIL ainda não controla a represa de água potável.

Algumas das dezenas de milhares de pessoas, cercadas por combatentes do EIIL, na montanha de Sinjar, foram resgatadas nas últimas 48 horas, disse David Swanson, porta-voz da agência da ONU. Ainda, de acordo com ele, cerca de 200 mil pessoas já haviam fugido dos combates; e, muitas das pessoas desabrigadas necessitavam urgentemente de água, alimento, abrigo e remédio.

Desde a queda de Saddam Hussein em 2003, o EIIL representa a maior ameaça para a integridade do Iraque. Uma grande parte do oeste do Iraque também é controlada por seus combatentes e aliados sunitas.

Fontes: Veja e Lagoinha / Fotos: Reuters / Texto: Cristiane Soares

Livres DT, o seu canal de notícias do Diante do Trono e do Mundo Cristão

Livres DT - Por César Costa
(livresdt@yahoo.com.br)

Nenhum comentário para " Cristãos são obrigados a deixar a maior cidade cristã do Iraque "